passarola quer voar: Agosto 2007

quinta-feira, agosto 30

Let me introduce to you...

... os bonecos das personagens para a minha história do livro 2 do Museu das Comunicações, pela fantástica ilustradora/paginadora (e paciente!!!!) Ly:

Da esquerda para a direita: A Naoko, uma menina crânio em programação informática, o pequeno Nicolau a espreitar lá em cima, o irrequieto Axel e à frente, o pobre Sr. Celso, o segurança do Museu que vai perder os cabelos nesta aventura tecnológica, passada na exposição da Casa do Futuro Inclusiva.
Mais uns pozinhos de perlimpimpim e temos mais um, pronto para ir ao forno!

E feito o ponto da situação... volto à massa do terceiro, que vai fechar a colecção com chave de ouro!! Oh yeah!! :)

Etiquetas: , ,

domingo, agosto 26

Contra factos, não há argumentos.

Vou bem disposta a caminho do trabalho. Consegui acordar com o despertador e vou chegar pela primeira vez a horas à reunião semanal com a patroa megera. Ligo o rádio e percebo porquê. Sem que tivesse dado por isso, a hora tinha mudado durante o fim de semana. Rapidamente substituo o pensamento «estúpida, podias ter ficado a dormir mais uma hora» pela deliciosa imagem de um pequeno almoço divinal na melhor pastelaria da cidade. Faço um desvio no meu caminho e estaciono o carro à porta. Fica a tapar ligeiramente a entrada para uma garagem mas eu vou ficar mesmo ali à frente. Sento-me na esplanada e mimo-me com um estaladiço croissant e um vitaminado sumo natural. Tenho tempo, remato com um café que saboreio com calma. Vou pagar, só tenho cartão, a pastelaria não está preparada mas não há problema. Há um banco mesmo ali ao virar da esquina. Pela quantidade de pessoas que está na fila, deve ser o único. Espreito o relógio, o tempo não pára. Levanto dinheiro, pago a conta, procuro o carro. Procuro o carro? Mas ele não estava mesmo aqui?... Vejo o condutor sorridente do carro que sai da garagem a acenar ao polícia. Vejo o meu carro a desaparecer no fundo da rua, na boleia de um reboque. Corro para o polícia. – Mas eu... só fui ali por um segundo –, contra factos não há argumentos e quanto mais tento argumentar, mais aberto fica o sorriso do senhor polícia. Olho para o relógio, – Tenho mesmo de ir, até que horas posso ir buscar o carro ao parque? – O senhor polícia agora faz questão que o acompanhe à esquadra. O tempo a passar da hora. Quer ver os meus documentos, e é com prazer que soma à do estacionamento a multa por ter moradas diferentes no BI e na Carta de Condução. Merda. – Mudei-me à pouco tempo, ia tratar disso esta semana... – Contra factos não há argumentos, pago as multas e parto de táxi, mais uma vez atrasada para a reunião semanal com a megera. Faço um telefonema no caminho, tento explicar, não há justificação que chegue para um ano de atrasos consecutivos. À chegada a megera sorri para mim. Estou a delirar? Não... diz-me que o projecto a que me dediquei nos últimos meses está uma merda e que tenho até ao final do dia para o refazer todo. É a sua vingança. CABRA. Mas contra factos não há argumentos e não tenho outro remédio se não dedicar-me a refazer tudo o que já tinha deixado feito. ÓDIO. Vejo chegar a hora do almoço. Tenho de aproveitar para ir buscar o carro. A megera à porta do meu gabinete. – Trouxe-lhe almoço para evitar sair... – QUERIDA. Sabe que odeio comida chinesa. Estou furiosa, entorno molho de soja por cima do vestido novo. Fico a tresandar a chop suey. Volto a dedicar toda a minha contrariedade ao projecto já feito. O final do dia a aproximar-se, um telefonema rápido para o parque onde está o carro. – QUANTO?? Por hora?? E se ficar durante a noite é mais qua... – Engasgo-me. É despesa a mais para a minha carteira. Decido acabar o trabalho em casa, finto a megera e saio sem que me veja. Um pequeno almoço demasiado caro e trago o carro do hotel de luxo onde ficou alojado durante o dia. Já em casa, abro o frigorífico, os restos de comida tresandam a podre. Salva-me o pacote de cerelac...
Prestes a voltar ao projecto que vou conseguir acabar antes do sol nascer e de os meus olhos se fecharem, segundos antes do despertador tocar, paro para encarar um último facto nesse dia: «Neste preciso momento, todos os homens que algum dia desejei, estão a foder com outras mulheres!»

Etiquetas: ,

sexta-feira, agosto 24

Ah!...

... E também mandei pôr um santinho no azulejo...

mister sand(e)man...bring me a dream... :)

À espera........

Enquanto esperava pelos senhores da MCR, transportadora que trabalha com o IKEA, supostamente para tirarem as medidas à minha cozinha, tirava as medidas à metade de pequeno chão lindo que vai ficar coberto por armários e electrodomésticos. A meio da tarde tive um pressentimento, telefonei e fiquei a saber que por um engano de marcação os senhores já não iam aparecer.




Boa!! Mais um adiamento para somar ao historial da casa. Mas a espera já vai ficando mais curta... e a cozinha, pode ficar curta de dimensões... mas vai ficar linda!!! :)

quinta-feira, agosto 23

Esta, é para ti!

E fica assim... por pura indefinição, indeterminação ou provocação. Pode ser tudo...ou não ser nada. Alguém real, do passado ou presente? Alguém imaginário? Alguém que se conhece sem conhecer? É tão subjectivo que é irresistível... deixar tudo à imaginação de quem lê. Pode ser para mim? Porque não? Se encontrares alguma razão válida que lhe dê significado... mesmo que eu não tenha pensado nela, eu deixo! Por pura... indefinição, indeterminação ou provocação.

Fever? Será que estou com a temperatura uns graus acima do normal?



Ou será que estou a pensar em ti? Eheheheheh! ;)

Etiquetas:

segunda-feira, agosto 20

Olhá bolinha de berlim...

... servida num belo Snack da dupla Filipe Homem Fonseca e Bruno Canas...



agora, assim em forma de resposta, fico à espera da edição do vídeo bolinha light, do planeta claudiano... é para quando???? :)

Etiquetas: , ,

sábado, agosto 18

Comprei a banda sonora do Death Proof...

... por causa do chick habit... e acabei viciada nesta:



olha a contradição.......... :P

sexta-feira, agosto 17

Lindo!!! :)

terça-feira, agosto 14

Quem é que pode não gostar do Harry Potter...

... depois de uma aparição destas no Extras???



Se eu já era fã da personagem, agora fiquei mega fã do actor!!! :D

E uma pessoa vai assim à Fnac, como quem não quer a coisa...

... e sente uma certa familiaridade com qualquer coisa numa prateleira e aproxima-se para ver melhor e pensa « Ah... é o meu livro...»


e continua a passear, até que qualquer coisa lá dentro grita – Espera!! É o TEU livro!!!


E volta à prateleira para confirmar – É MESMO!!! É O MEU LIVRO!!!!!


E pronto, o coração explode e a pessoa entra num ataque de histeria aguda que tem rapidamente de acalmar, caso queira conseguir trabalhar o resto da tarde...

E isto muito graças à capa fantástica do Afonso Cruz (se passarem pela fnac comprem também o CD dos Soaked Lamb, já o tenho aqui a rodar em repeat!) ... que diz que na Fnac de Albufeira o livro está em grande destaque!!
Afonso, é o NOSSO livro!! :)

Etiquetas: ,

segunda-feira, agosto 13

Uau!!!!



Uma descoberta cristiiisaiote :)

domingo, agosto 12

Uma noite para sonhar...

... Eu, a minha casa inacabada, a vista para o rio... e a chuva de estrelas. Um piquenique improvisado num chão empoeirado.
É fácil adivinhar o primeiro desejo... que a casa esteja pronta para me receber... depressa!!!! :)

When you wish upon a star... Your dreams come true.

sábado, agosto 11

Let’s Misbehave!!!



"Let's be outrageous...

... let's misbehave!!!"

terça-feira, agosto 7

A invasão da terrível substância pegajosa vermelha...

...acordo, pé descalço a caminho da casa de banho. Sinto-me colar ao chão, levanto o pé, espreito, blharggggg!!!! Engulo seco, afasto a náusea, faço força num pé, no outro e consigo vencê-la. Chego-me com custo junto da bacia, lavo a cara, lavo os dentes, passo a mão na bacia para a limpar dos restos de pasta de dentes e sinto-a entre os meus dedos... atacados por essa nhanha vermelha... blhargggg!!! Lavo as mãos freneticamente, mais que uma vez... ela não quer sair... Lembro-me das, só nestes casos saudosas, pedras pomes com que a minha mãe me tirava dolorosamente os riscos de tinta das mãos quando era pequena. Mas eu sou mais forte... e faço-a desaparecer aos bocados. Vitória! Dirijo, sorridente, as mãos à toalha para as secar...Ahhhhhhhhhh!!!!... toda a toalha é um aglomerado dessa substância gelatinosa vermelha. Assume comportamentos de grupo e ataca-me com o seu poder super pegajoso. Sinto-me desfalecer, caio sentada na sanita. Mais nããããããããoooooooooooo!!!!! Outra vez... enojadamente colada. E agora? O que é que eu posso fazer? Como é que me livro dela? Olho em volta e vejo-a em toda a parte. Invade-me a casa de banho, o espaço, o corpo. Quero fugir e ela agarra-me, prende-me, intoxica-me. Nojo! É preciso controlar o vómito... É preciso pensar. Ser racional. Perceber a sua natureza, o seu objectivo... descobrir-lhe os pontos fracos. Mas... de onde vem? De onde vem? De onde vem?...


... do gel super fixante da dentadura da minha avó!!!!! :P

Etiquetas:

Quem quiser oferecer-me “bibelotes” para a casa nova...

domingo, agosto 5

Girl power...

... eu gosto do Tarantino!!!! :)